Licença ambiental garante prêmio para Porto de Santos

Licença ambiental garante prêmio para Porto de Santos
Sistema utilizado pela Praticagem foi destaque na categoria Iniciativas Inovadoras.
Fonte: Fernanda Balbino, A Tribuna, 13/11/2017.

Foto: Carlos Nogueira/AT (Divulgação).

Foto: Carlos Nogueira/AT (Divulgação).

“A obtenção da Licença Ambiental de Operação do Porto de Santos, neste ano, rendeu à Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) o primeiro lugar do Prêmio Antaq 2017 na categoria Desempenho Ambiental, na modalidade Maior Evolução Anual. A premiação, ocorrida na noite da última quinta-feira (09) , em Brasília, é resultado de um levantamento da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) envolvendo todos os portos brasileiros e entidades ligadas ao setor.

Após 13 anos de negociações e análises, em abril, o Instituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis (Ibama) expediu a Licença de Operação ao Porto de Santos. Com o aval, a Autoridade Portuária se comprometeu a manter 25 programas especiais de acompanhamento ambiental, com adoção de medidas de precaução e ações mitigadoras.

Com isso, a Docas garantiu a maior evolução no Índice de Desempenho Ambiental (IDA) no ano. Em segundo lugar, foi premiado o Porto de Santarém (PA) e a terceira posição ficou com o Porto de Maceió (AL).

O IDA forma o ranking da gestão ambiental em portos organizados. Por meio dele, a Antaq avalia as ações das autoridades portuárias no cumprimento da legislação ambiental e na redução dos impactos das operações.

O indicador, elaborado pela agência, também leva em conta a existência da licença ambiental, planos de emergência, destinação adequada de resíduos, educação ambiental, segurança do trabalho e monitoramento da qualidade da água.

São 39 os itens avaliados. Os quesitos são divididos em quatro áreas: econômico-ambiental (incluindo ítens como licenciamento ambiental e capacitação dos profissionais), sócio-cultural (ações de saúde e educação), físico-química (análises do solo e da água, dentre outros) e biológico-ecológica (monitoramento da fauna, como exemplo).

O diretor-presidente da Codesp, José Alex Oliva, participou da premiação na capital federal. “A Antaq mostra que o importante não é só multar, mas também premiar”.

“O prêmio é fundamental como reconhecimento de trabalhos de excelência realizados nos setores portuário e de navegação. A questão da sustentabilidade é primordial para a Agência. Esse prêmio valoriza aqueles e aquelas que contribuem para uma logística eficiente e, acima de tudo, que vai ao encontro do meio ambiente”, destacou o diretor-geral da Antaq, Adalberto Tokarski.

Iniciativas Inovadoras

O sistema Redraft (calado em tempo real, na tradução do inglês) da Praticagem de São Paulo, que conta com um banco de dados com mais de 10 mil embarcações catalogadas, garantiu o primeiro lugar do Prêmio Antaq 2017 na categoria Iniciativas Inovadoras.

O sistema foi desenvolvido pela empresa Argonáutica, em parceria com o laboratório Tanque de Provas Numérico da Universidade de São Paulo (TPN –USP), a pedido da Praticagem. E utiliza informações captadas pelo Centro de Coordenação, Comunicações e Operações de Tráfego (C3OT) da entidade profissional.

O Redraft cruza as informações captadas pelo C3OT com as caraterísticas dos navios que operam no cais santista. As embarcações foram catalogadas de acordo com o tipo de carga transportada. Além disso, as características das mercadorias – principalmente a tonelagem – são levadas em conta na hora de identificar o melhor momento para a atracação.

Para o presidente da Praticagem de São Paulo, Nilson Ferreira, o projeto, que é inédito no País, traz benefícios para a navegação porque otimiza o tráfego em momentos em que as condições do mar não estão favoráveis. Segundo ele, em pouco mais de um ano, o tempo de ociosidade do canal foi reduzido em 50% e os ganhos ainda podem ser ampliados.

“Esse reconhecimento federal é de um trabalho desenvolvido só no Porto de Santos. Talvez os Estados Unidos tenham um programa semelhante, em Nova Iorque. O benefício é da sociedade, do Porto e de toda a cadeia logística da região”, destacou o presidente da Praticagem.

Para o diretor da Antaq, Francisval Mendes, o prêmio “está vocacionado a encorajar a reflexão da sociedade em torno da importância do modal aquaviário para o desenvolvimento econômico e social do Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>